O que você perde sendo infeliz no trabalho

  • 04/10/2016
  • Destaques
  • 0 Comments

Se você tem entre 20 e 30 anos e está infeliz no seu trabalho, atenção: Um estudo norte-americano (Exame Longitudinal Nacional da Juventude 1979 – NLSY79) recentemente apontou que os jovens que se mantém infelizes num emprego, correm sério risco de apresentar problemas mentais e emocionais aos 40 anos.

 

O problema é preocupante, visto que as pessoas aprendem a conviver e a aceitar a insatisfação no trabalho, não percebendo que estão acumulando doenças silenciosas. Em algumas pessoas, como mostra o estudo, elas vão se manifestar aos 40, mas muitos jovens, além de conviver com um trabalho frustrante, já estão convivendo com depressão, insônia, stress e distúrbios de ansiedade.

 

Muita gente acha que trabalhar é um martírio, que é normal sofrer no dia a dia profissional. Afinal somos pagos pra isso. O pior é que as pessoas se acostumam com a insatisfação e ela também entra para a rotina, passando a ficar despercebida. Você aprende a lidar com ela dia a dia, mês a mês, ano a ano, e quando vê nem lembra mais que o seu trabalho é uma droga. Você não se dá conta de que ele está consumindo a sua disposição, a sua energia, a sua alegria de viver. Esquece que o fato de seus dias não terem brilho não é algo normal! E muitas vezes a razão desta falta de brilho é o seu trabalho, pois ele consome boa parte do seu tempo.

 

Então, se você acha que está tudo bem só porque você tem um emprego e está acostumado com a sua rotina, lembre-se de que até as formigas tem emprego e sabem bem fazer o trabalho delas, que nunca muda! Você é um ser humano único e tem uma só vida pra viver e fazer acontecer, ser feliz! Por isso eu te convido a prestar atenção se o seu nível de satisfação profissional se assemelha ao de uma formiga.

 

[Leia “8 sinais de que você trabalha como um animal”]

 

Então vamos lá, numa escala de 1 (não gosto nem um pouco) a 4 (gosto muito), qual tem sido seu nível de satisfação no trabalho?

 

A satisfação profissional está diretamente ligada à qualidade de vida! E isso vai muito além de ter uma ocupação e uma remuneração, ou seja, ter o que fazer e ser pago por isso. Porque não são as atividades nem o dinheiro que determinam se estamos satisfeitos ou não. A questão é interior. Por isso só você pode saber. Ninguém pode chegar e dizer: “Você deveria mudar de emprego”. Pois só você sabe o quanto é prazeroso e significativo fazer o que você faz. Seja você um advogado, um palhaço ou uma confeiteira.

 

A minha dica é: questione-se! Olhe pra dentro de você e pergunte: Isso me traz alegria? É esse o trabalho que eu mereço? Eu gosto do meu dia a dia profissional? Não pense na questão financeira, não pense se há ou não outras possibilidades pra você, nem que todo mundo está na mesma, ou que com a formação que você tem (ou a falta dela) você não tem opções. Lembre-se: o universo possui INFINITAS POSSIBILIDADES! Quem restringe as suas é você!

 

Pra ajudar você nessa reflexão e evolução, eu disponibilizei gratuitamente a primeira das 7 Meditações Guiadas para Encontrar o Trabalho que Você Ama. Trata-se da Meditação da Abundância! Somente tem acesso a este pacote de Meditações, os coachees do meu Programa 1 de Coaching de Liberdade Profissional, chamado “Propósito de Vida & Definição de Carreira”. Então aproveite, pratique esta meditação quantas vezes for necessário, registre seus insights e dê os próximos passos rumo a uma vida livre e com mais propósito!

 

Imagem matéria: http://www.uai.com.br/app/noticia/saude/2016/09/21/noticias-saude,189659/passar-anos-em-um-trabalho-que-causa-insatisfacao-aumenta-as-chances-d.shtml

  • Youtube
0 Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *